Apologética Católica

Estudo Bíblico – Davi aparece na Bíblia pela primeira Vez


Fim do Cap. II da Lição 5

Estudo Bíblico: Julgados pela sua fraqueza –

A história que lemos no livro dos juízes corrobora isso. O “tema” do livro de Juízes ensina sobre a infidelidade de Israel, suas repetidas quedas na armadilha da idolatria dos deuses dos cananeus. O livro inteiro, na verdade, consiste numa prova da fidelidade de Israel à sua aliança com Deus.

O narrador do livro de Juízes nos diz que Deus permitiu que os pagãos permanecessem na Terra Prometida para provar a fidelidade de Israel à sua aliança “para provar a Israel através deles [os pagãos] … para ver se eles guardavam os mandamentos que o Senhor tinha prescrito a seus pais por meio de Moisés “(Jz 3, 1, 4).

Josué previra a fraqueza de Israel. No final de sua vida, como Moisés, Josué convocou Israel para renovar sua aliança com Deus (ver Jos 24, 13-28). Ele disse ao povo que eles tinham que escolher: “digam hoje a quem servirão, se aos deuses que seus pais serviram na Mesopotâmia, ou aos deuses os amorreus que ocuparam a terra em que agora vivem “(Jos 24,15).

No entanto, Josué, como Moisés, previu que eles não seriam capazes de cumprir a aliança (cf. 24,19; De 31,16, 24-29). E ele tinha razão. Israel não passou no teste. Esta é a mensagem do livro de juízes. Por causa disso, a história que nós lemos aqui se repete em um ciclo de pecado, castigo, arrependimento e novamente recaída.

Nascido em Belém

No entanto, no meio da corrupção e fraqueza de seu povo, Deus continuou a desenvolver sua plano de salvação. Isto é o que aprendemos com o livro de Rute, uma história verdadeira do “tempo do juízes “(Rt 1, 1).

Rute aparece neste ponto da Bíblia para nos lembrar que Deus estava trabalhando silenciosamente, de forma oculta e não apenas nos grandes eventos políticos e militares da história de Israel, mas também nas vidas de pessoas comuns, incluindo a dos não-israelitas, para cumprir as promessas de sua aliança.

Durante a conquista da Terra Prometida por Josué, Deus usa Raabe, uma mulher pagã e prostituta, para garantir o sucesso do seu plano (ver Jos 2, Heb 11:31, Sant 2,25). Da mesma forma, no tempo dos juízes, Deus novamente escolhe uma mulher pagã, desta vez a serva Rute, para avançar seu plano de salvação, da mesma forma que ele também envolveu Raabe.

Raabe tem a fé para reconhecer o Deus dos israelitas como um verdadeiro Deus (veja Jos 2,11; 6,25). Rute faz votos ao Deus de Israel e se utiliza da linguagem de uma aliança: “Seu povo será o meu povo e o seu Deus será o meu Deus “(Rt 1,16).

Rute casa-se com Boaz, um homem justo de Belém que é, ele nos diz, nada mais nada menos que o filho de Raabe (cf. Rt 1, 1, 19; Mt1, 5-6). Boaz gera um filho para Rute, Obede, que será o pai de Jessé. O último parágrafo do livro Rute nos diz que Jessé “era o pai de Davi” (Rt 4:17). Esta é a primeira menção a Davi na Bíblia.

Como é lindo perceber a forma como Deus trabalha incansávelmente para nos resgatar de nossa infidelidade! Usando-SE de uma prostituta para gerar o homem, Boaz, que por sua vez se casaria com uma pagã, Rute; Ele traz ao mundo Jessé, e finalmente, Davi!

No capítulo III veremos oss acertos e erros dos reis e saberemos mais sobre a serva Ana.

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s