Apologética Católica

PFN: Regulação da Concepção à moda católica


“A maneira de planejar a família é o planejamento familiar natural, não a contracepção. Ao destruir o poder de dar vida, através da contracepção, um marido ou esposa está fazendo algo para si mesmo. Isso atrai a atenção para si e assim destrói o dom do amor nele ou nela. Ao amar, o marido e a mulher devem voltar a atenção para o outro. Uma vez que aquele amor vivo é destruído pela contracepção, o aborto segue muito facilmente. “
– Bem-aventurada Madre Teresa, precursora do PFN na India ( Diante de Bill e Hillary Clinton)

O Planejamento Familiar Natural (PFN) é um método científico para determinar a fertilidade humana através da observação dos ciclos biológicos de uma mulher. É uma alternativa natural ao controle de natalidade artificial. Em sua encíclica Humanae Vitae 1968, o Papa Paulo VI aprovou o método  PFN como o único meio moral de regulação do tamanho da família.

Entretanto, o PFN é praticado por muitos não-católicos também, porque evita o controle químico de nascimento que pode causar abortos, é barato,  incentiva os casais a compartilharem a responsabilidade pelo planejamento familiar, é útil tanto para retardar e conseguir uma gravidez, pois funciona !

A Eficácia da PFN:

Uma pesquisa realizada na Alemanha e lançada em 2007 concluiu que o método sinto-térmico (MST) de PFN, quando usado corretamente, resultou em “0,4 gravidezes por 100 mulheres por ano”, uma taxa de eficácia de 99,6 por cento. O pesquisador Dr. Petra Frank-Herrmann disse à BBC que “a eficácia do MST é comparável à eficácia dos métodos contraceptivos modernos, tais como contraceptivos orais, e é um método eficaz e aceitável de planejamento familiar.”

Aprendendo Sobre PFN:

Ao contrário da pílula, o PFN não é um método “ajuste e esqueça”  de regulação dos nascimentos. É preciso algum esforço, e é muito importante aprender-se qualquer método PFN de um instrutor – pessoalmente ou através de um curso por correspondência. Livros devem apenas complementar a instrução individual.  Com o treinamento adequado em PFN, no entanto, um casal pode espaçar os nascimentos de forma confiável sem o uso de formas moralmente inaceitáveis de controle de natalidade.

Muitos métodos:

PFN é um termo genérico que descreve muitos métodos diferentes para cientificamente determinar-se a fertilidade de uma mulher. Cada método baseia-se em uma variedade de indicadores físicos para acompanhar o andamento do ciclo menstrual de uma mulher. Os métodos mais comuns incluem métodos sintoma-térmico; métodos muco-somente; e e um recém-chegado, o Modelo de Marquette, que mede os níveis de hormônios, além de outros fatores. Breves descrições de cada um deles podem ser encontradas abaixo, e mais informações podem ser encontradas em materiais especializados em planejamento familiar.

Métodos Sintoma-térmico:

Os  métodos Sintoma-térmicos consistem no controle da temperatura matinal ao despertar e em observações de mudanças no muco cervical para determinar os tempos férteis e inférteis no ciclo menstrual de uma mulher. Duas das mais proeminentes organizações que ensinam os métodos sintoma-térmicos  são a Liga Jovem e Serviços Familiares do Noroeste, ambas nos Estados Unidos.

Métodos Muco Somente:

Os métodos Muco-somente  acompanham as mudanças na textura e quantidade do muco cervical . As observações são feitas, registadas, e interpretadas de acordo com o método. No Método de Ovulação Billings e da Família do Método de Ovulação Américas, mulheres observam sensação na vulva como eles vão sobre as atividades diárias e observar o muco que é visível ao usarem o banheiro. No modelo de Creighton, a mulher observa a textura do muco antes e depois de urinar e observa o aparecimento de todo e qualquer muco cervical. Há um vocabulário padronizado de descrições de muco para descrever o que vêem para auxiliar na interpretação do nível de fertilidade de acordo com o padrão PFN.

O Método de Marquette:

O Método Marquette combina observações do muco cervical com testes de ovulação do tipo Predictor usando o Monitor de Fertilidade ClearBlue Easy. O monitor mede os níveis de hormônio para ajudar a indicar quando ocorre a ovulação. Ao combinar informações do monitor de fertilidade com as observações do muco, os casais podem determinar quando a mulher é fértil.

– Permissão é concedida para a reprodução do artigo acima. Solicitamos apenas que dentro da etiqueta ou  boa conduta virtual,  o Blog Ecclesia Militians seja mencionado através de trackback ou do link abaixo:  https://igrejamilitante.wordpress.com/2012/06/23/pfn/

3 respostas »

  1. Nossa, que legal! E que coincidência, pois justamente ontem eu e meu praesidium da Legião de Maria fizemos um Debate sobre inseminação artificial e métodos contraceptivos, e quase todos não conheciam ou conheciam mal os métodos naturais aprovados pela Igreja. Vou passar esse texto pra eles. 🙂 Ótimo texto.

    Curtir

Seja respeitoso. Atenha-se ao tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s