Apologética Católica

Perdão Papal


O papa Bento XVI perdoou, por ocasião dos indultos de Natal, ao seu ex-mordomo que roubou documentos privados do chefe da igreja católica para os ceder a um jornalista, causando uma das mais graves brechas na segurança do Vaticano.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, revelou que Bento XVI visitou Paolo Gabriele, de 46 anos, no quartel da polícia do Vaticano hoje de manhã para lhe dizer que tinha sido perdoado.

Gabriele, conhecido como “Paoletto”, foi posteriormente libertado e regressou à sua casa, a poucos metros de onde cumpria a pena.

Lombardi precisou que o ex-mordomo não vai recuperar o seu emprego e deixará de viver no Vaticano.

O ex-mordomo foi preso a 23 de maio, depois da polícia do Vaticano ter encontrado pilhas de documentos papais no seu apartamento na Cidade do Vaticano.

O mordomo do papa foi condenado por roubo agravado por um tribunal do Vaticano a 06 de outubro e foi cumprir a sua sentença de 18 meses no quartel da polícia do Vaticano.

Seja respeitoso. Atenha-se ao tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s