Apologética Católica

Os Católicos são exortados a se absterem de comer carne às sextas-feiras


Aos Católicos praticantes do Reino Unido não será mais permitido comer carne às sextas-feiras, após a Igreja na Inglaterra e País de Gales anunciarem que irão reintroduzir uma regra que remonta ha centenas de anos.

A Visita do Papa Bento XVI ao Reino Unido inspirou a re-introdução da proibição de comer-se carne às sextas-feiras. Tradicionalmente, membros da fé católica se abstem de comer carne vermelha na sexta-feira, como parte de uma penitência para marcar o dia da morte de Cristo. Contudo, em 1984 as regras foram relaxadas permitindo que os católicos pudessem escolher uma forma diferente de penitência, como a oferta de orações ou a assistir a missa ao invés do observarem o sacrifício da abstenção.

O resultado é que a abstenção de carne às sextas-feiras, apesar de nunca ter sido abolida da Lei Canônica, saiu da “graça” de muitos católicos, que agora geralmente só observam a regra da Quarta Feira de Cinzas e Sexta-feira Santa. No entanto, depois de uma decisão tomada na Conferência Episcopal em Maio do ano passado, o arcebispo de Westminster, Vincent Nichols, anunciou um retorno ao método tradicional de penitência toda sexta-feira.

Os católicos são, portanto, ser convidados a se absterem de comer carne todas as sextas-feiras, enquanto que os vegetarianos estão sendo aconselhados a absterem-se de outro tipo de comida naquele dia.

A mudança da regra entrou em vigor em 16 de setembro para marcar o primeiro aniversário da visita à Grã-Bretanha do Papa Bento XVI. O arcebispo Nicholls disse que a decisão foi tomada depois de constatar quão seriamente os católicos vinham observando a Quaresma nos últimos anos, quando a sua fé os obrigam a fazer algum tipo de sacrifício. Ele disse que espera que isso propicie aos católicos um sendo de propósito comum e unidade, pelo qual eles possam refletir sobre o sacrifício feito por Cristo.

Ele disse: “Toda sexta-feira é reservada pela Igreja como um dia especial de penitência, pois é o dia da morte de nosso Senhor.”

Ele acrescentou: Os Bispos desejam re-estabelecer a prática da penitência sexta-feira nas vidas dos fiéis como uma marca clara e distinta de sua própria identidade católica. Eles reconhecem que os melhores hábitos são aqueles que são adquiridos como parte de uma determinação comum e testemunho comum.

“É importante que todos os fiéis sejam unidos em uma celebração comum da penitência às sexta-feiras.”

2 replies »

  1. discordo da ideia,pois o catolico comete besteira o ano todo e um dia faz penitencia para abster se dos pecados,jesus morreu para nos libertar, deveriamos passar o ano todo orando e agradecendo a ele por ter dado a vida por nos e nao acreditando em besteiras ditas pelo papa que como todos eh pecador a biblia diz que nao ha um justo sobre a face da terra, como ele pode ser santo

    Like

    • Ravenor Donato de Souza,

      O fato de haver uma época específica para demonstração externa do arrependimento e penitência não quer dizer que a Igreja ensine que o
      pecado é aceito ou possa ser praticado deliberadamente o resto do ano, quer?

      Se o sr não aceita o jejum e penitência, então deve voltar para sua bíblia e ler o que ela diz sobre o assunto, para citar apenas um exemplo leia:

      Os que pertencem a Cristo crucificaram os instintos egoístas junto com suas paixões e desejos. Gálatas 5; 24

      Veja bem, aqueles que pertencem a Cristo crucificam os instintos egoístas, suas paixões e desejos – ou seja, praticam a abstinência e abnegação!!

      Like

Seja respeitoso. Atenha-se ao tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s